Realizada Entrevista coletiva convocada pelos Vereadores de Dianópolis

A entrevista coletiva foi conduzida pelo Jornalista e Assessor de Imprensa da Câmara Municipal de Dianópolis o Senhor Trajano Coelho Neto II. Dos 09 vereadores indiciados, 05 compareceram na entrevista coletiva, o Presidente da Câmara Osvaldo Baratins (PMDB) e os Vereadores Elacy Guimarães (PT), Ferdnando Carvalho (PV), Hagahus Neto (PSD) e Regis Melho (PSC.
Sede da Câmara Municipal de Dianópolis
Foto: Rinaldo da Nóbrega
Foi feita a abertura da entrevista coletiva pelo Assessor que logo após passou a palavra ao Presidente da Câmara Osvaldo Baratins.

Presidente da Câmara Municipal de Dianópolis Osvaldo Baratins
Foto Rinaldo da Nóbrega
O mesmo em sua fala relatou artigos da constituição que diz que todo poder emana do povo, e que os poderes são independente e armonicos entre si, que as denuncias eram eleitoreiras, infundadas, que os vereadores estão nacionalmente jogados na lama, citou leis que permitem utilização das diarias, relatou que está esclarecendo os fatos para o Brasil e principalmente a cidade de Dianópolis, citando a resolução da Câmara Municipal que regulamenta seu uso. O Vereador Presidente prestou constas das viagens realizadas a Brasilia, Palmas e Pedro Afonso, e apresentou fotos em que o mesmo participou de alguns eventos inclusive do Congreso organizado pela ABRACAM. 

Vereador Hagahus Neto
Foto: RInaldo da Nóbrega
O Vereador Hagahus Neto relatou sobre o seu indiciamento, relatando que o poder Judiciario é competente, que esse é o papel da promotoria e do delegado que estão investigando o caso, que foi Deus que trouxe o Promotor Luiz Francisco para a cidade de Dianópolis, que o mesmo não é candidato a reeleição, que não poderia ser conveniente com a situação das diarias e que está lá para fiscalizar os gastos públicos, relatou ainda sobre sua saida do PMDB, que o motivo de ter cido indiciado foi por que não anexou a justificativa em uma diaria e que está com o pé no chão, que respeita os vereadores, seus familiares e que foi eleito para fiscalizar recursos publcos. 

 O Vereador Ferdinando relatou que é pré candidato, fez um pedido de desculpa a sociedade que escolherama a cidade de Dianópolis para viver, comentou que não é necessario a utilização de notas para a comprovação de diarias, comentou ainda sobre a invasão da policia em sua residencia e na Câmara Municipal, que qualquer cidadão pode ter acesso aos documentos, apresentou a representação que os vereadores que os cinco vereadores investigados inicialmente entraram contra o promotor Luiz Francisco e toda equipe que investigou os fatos. 

Vereadora Elacy Guimarães
Foto: Rinaldo da Nóbrega

A Vereadora Elaci, a mesma comentou sobre o que está acontecendo, que o que está ocorrendo é por que teve um vereador que não soube houvir um não, que o processo ainda não foi aberto, que está preocupada, que foi eleita para defender o povo, conclamou a população para ficar atenta, que o ministerio publico não poderia conduzir os trabalhos como conduziu, comentou sobre divulgação de reportagens em sites, afirmando que alguns preferem divulgar somente noticias negativas, que passem a divulgar as noticias boas, que está sendo julgada por trabalhar pelo povo de Dianópolis. 

Vereador Regis Melo
Foto: Rinaldo da Nóbrega
O Vereador Regis Melo, comentou sobre as diarias utilizadas por sua pessoa, que todas a trabalho do poder legislativo, comentou sobre sua vida pessoal, que as contas de sua gestão foram aprovadas, comentou ainda sobre uma emenda parlamentar so Senador Vicentinho Alves, que está indignado com o que está acontecendo, que é um absurdo o que está acontecendo na cidade. 

Entrevista O Presidente da Câmara Municipal ao ser questionado pelo Jornalista Henrique Furtado sobre o pagamento de hora extra com Diaria, o mesmo respondeu que isso não aconteceu em sua gestão. 

O Vereador Hagahus Neto ao ser questionado pelo Blogueiro Rinaldo da Nóbrega sobre o que ele achava do indiciamento do seu nome, sendo ele o denunciante, o mesmo respondeu que o procedimento é normal, que se sentiu incomodado, que foi atrás de prova para comprovar a utilização da diaria e que foi orientado tanto ele como os demais vereadores pelo Delegado Guilherme para ir atrás das provas, e que ele já apresentou a prova ao Ministério Público. 

O vereador Regis ao ser questionado pelo Jornalista Carlos Henrique Furtado sobre as diarias, o mesmo respondeu que as portarias são iguais para todos. Ja o Presidente da Câmara Osvaldo Baratins ao ser questionado sobre Sobre as diarias emitidas durante o recesso, ele respondeu não existe recesso da da mesa diretora, por causa dos trabalhos administrativos, se por acaso ocorreu o fato foi um erro técnico e se aconteceu o TCE não impultou nenhum erro a esse respeito, se for comprovado, teremos que devolver as mesmas, finalizando assim a entrevista coletiva.

Comentários