Sindicatos preparam protestos contra a reforma em todo o estado

Acontece nesta sexta-feira, 28, uma grande mobilização nacional contra as reformas da previdência e trabalhista. Em alguns estados servidores públicos e trabalhadores irão aderir a uma greve geral por um dia em protesto contra as reformas propostas pelo governo Temer.

No Tocantins também irão acontecer manifestações na capital e interior do estado encabeçadas por sindicatos e representantes dos servidores públicos e trabalhadores. Na manhã desta quarta-feira, 26, as centrais sindicais que aderiram ao movimento estiveram reunidas na sede da Nova Central Sindical dos Trabalhadores no Tocantins (NCST) para definir os últimos detalhes da manifestação desta sexta.

O Sindicato dos Servidores Públicos no Estado do Tocantins (SISEPE-TO,) que encampa o movimento contra as reformas previdenciária e trabalhistas esteve representado na reunião pelo presidente da entidade, Cleiton Pinheiro, que também preside a NCST no Tocantins.

Na reunião os sindicalistas definiram toda a logística da manifestação que vai acontecer na capital, como horário, trajeto e divulgação. Em Palmas a manifestação vai acontecer em dois momentos.

O primeiro será na parte da manhã onde os manifestantes vão se concentrar em frente ao Colégio São Francisco, na quadra 108 Norte a partir das 8h da manhã e fazer uma passeata pela Avenida JK até a rotatória no cruzamento da Avenida NS 2 (Banco Bradesco.) Quatro carros de som vão acompanhar os manifestantes durante o percurso.

Já na parte da tarde a manifestação acontece na Avenida Tocantins em Taquaralto a partir das 16h. A concentração vai acontecer em frente ao ginásio de esportes Ayrton Senna. Em seguida os manifestantes percorrerão a Avenida Tocantins até a praça da Igreja Católica em Taquaralto carregando faixas e acompanhados de carros de som com mensagens contra a reforma.

Os objetivos são cobrar dos deputados federais que votem contra as reformas e chamar a atenção da sociedade e trabalhadores para os impactos e malefícios que a reforma da previdência e trabalhista vão causar.

Também participaram da reunião os sindicalistas Gustavo de Menezes, diretor de organização sindical da Nova Central Sindical dos Trabalhadores no Tocantins (NCST); Célio Mascarenhas, presidente da União Geral dos Trabalhadores no Tocantins (UGT); Antonildo de Medeiros, presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB); José Roque Rodrigues Santiago, presidente da Central Única dos Trabalhadores no Tocantins (CUT); Carlos Campos, representante da Pública Central no Tocantins; José Ronaldo dos Santos, diretor-tesoureiro da Federação dos Sindicatos dos Servidores Públicos do Estado do Tocantins (Fesserto); Carlos Pereira Mota, vice-presidente da Força Sindical no Tocantins. 

Confira a programação das manifestações com a reforma também em outras cidades do interior do estado.

Gurupi

16h - Concentração na Praça Santo Antonio.

17h - Caminhada na Av. Goiás até o Parque Mutuca.

Araguaína

7h - Concentração na UFT (Movimento estudantil da UFT e IFTO e movimentos sociais).
Carreata até o SINTET Regional de Araguaína.

Caminhada/Ato Público e panfletagem pela Av. Cônego João Lima até a Praça Dom Orione.

Porto Nacional

8h - Concentração e ato público na Praça do Centenário.

Tocantinópolis

8h30 - Ato na BR-153.

Dianópolis     
                                           
7:30 - Concentração  no Posto Serra Geral.

8:15 - Caminhada rumo à Praça  Central.

Miracema

16h00 - Concentração na Praça Derocy Morais.


Fonte: SISEPE-TO

Comentários