O Mapa da Corrupção no Tocantins segundo o site do MPF


por Raimundo Epaminondas Carvalho


É triste, muito triste abrir o site do Ministério Público Federal e se deparar com uma chamada para as pessoas conhecerem gestores, empresários e servidores públicos envolvidos em corrupção. O Mapa da Corrupção está lá, com nomes de todos que foram ou estão sendo investigados pelo MPF. Há de tudo, desde ex-prefeitos, ex-secretários de prefeituras, ex-secretários de estado, servidores públicos, federal, estadual ou municipal. Grandes empresários, principalmente da Construção Civil e grandes fazendeiros. Todas as cidades do Tocantins têm uma ou várias pessoas envolvidas em desvios de recursos. Os números da corrupção nos últimos anos somam  mais de 158 milhões.
O que mais espanta é que o dinheiro foi subtraído ou (roubado) da Educação ou da Saúde. Esses dois são os mais citados nos processos que constam no Mapa da Corrupção. Por isso a saúde de um município ou estado é miserável. A educação não chega para a população, como? Se a grande maioria dos recursos são desviados. Estradas, saneamento que tinham recursos para ser implantados numa pequena cidade, foram desviadas.
É extremamente lamentável que gestores de um Estado pobre, com cidadezinhas que parecem que não avançam para o futuro, mais parecem um fim de mundo e mesmo assim, os gestores ou seus auxiliares locupletam o patrimônio público.
O problema é que a maioria dos nomes citados no Mapa da Corrupção do Ministério Público Federal – MPF estão livres e soltos por ai, uns até concorrendo novamente a cargos públicos, outros até faleceram!
O Tocantins é novo, muito novo para ter uma história tão cabeluda protagonizada por políticos, empresários e servidores. Não era para ser assim! Convido todos os leitores a entrar no site do MPF e ver com seus próprios olhos.
Chama atenção a Capital do Tocantins, com mais de R$ 119 milhões evaporados nos corredores da corrupção. Em Palmas, encontramos nomes conhecidos do empresariado e políticos que lesaram de alguma forma os cofres públicos sejam através de licitações ou mal feitos.
O MPF chama a atenção do eleitor e procura com isso levar conhecimento para que sejam banidas da vida públicas pessoas envolvidas com corrupção. Uma verdadeira aula como se vê abaixo a apresentação no site:
http://www.prto.mpf.gov.br/mapacorrupcao/
Apresentação
“A Procuradoria da República no Tocantins, através de seus ofícios de Defesa do Patrimônio Público e Social, traz ao conhecimento da sociedade tocantinense ações judiciais e sentenças proferidas contra gestores citados em casos de corrupção. Chamado de Mapa da Corrupção, o serviço possibilita ao cidadão/eleitor tomar conhecimento da atuação de seus representantes de forma simples, direta e relativa a cada município do estado. Informações como nome do gestor, fonte dos recursos, montante desviado, números de processos e, no caso de condenações, penas impostas, podem ser conferidas neste mapa”.
“A iniciativa é recente e passível de aprimoramento. Devido à inclusão de novos fatos, o sistema será aperfeiçoado para possibilitar a fácil visualização e compreensão das informações”.
Lista das cidades com gestores, empresários ou servidores envolvidos em corrupção.
Aliança do Tocantins -  R$ 336.235,22
Almas  -  R$ 3.792.790,06
Aparecida do Rio Negro  - R$ 92.441,27
Aragominas
Araguaçu -   R$ 236.420,42
Araguaína  -  R$ 745.750,19
Araguatins -  R$ 7.076.258,13
Arapoema  - R$ 513.600,00
Arraias  -  R$ 10.568.203,74
Barra do Ouro -  R$ 40.000,00
Bernardo Sayão
Bom Jesus do Tocantins  -  R$ 266.435,31
Buriti do Tocantins  -  R$ 85.776,94
Cachoeirinha  -  R$ 154.627,60
Campos Lindos - R$ 70.000,00
Carrasco Bonito -  R$ 32.700,00
Centenário -  R$ 32.360,27
Chapada da Natividade  -  R$ 50.537,71
Colinas  -  R$ 200.000,00
Colméia -  R$ 88.084,39
Formoso do Araguaia  -  R$ 2.950.137,00
Goiatins -  R$ 100.000,00
Guaraí  -  R$ 32.293,27
Gurupi  -  R$ 2.972.475,96
Itaguatins  - R$ 338.323,36
Itapiratins  -  R$ 17.170,22
Itaporã  -  R$ 63.157,89
Lavandeira  -  R$ 959.450,74
Lizarda -  R$ 962.158,08
Mateiros  -  R$ 205.740,40
Maurilândia -  R$ 69.455,51
Miracema  -  R$ 30.000,00
Miranorte  -  R$ 1.622.097,94
Novo Alegre  -  R$ 222.600,64
Palmas  -  R$ 119.785.842,24
Palmeiras  -  R$ 14.004,65
Palmeirópolis - R$ 311.544,52
Paraíso -  R$ 372.058,04
Pequizeiro  -  R$ 9.171,10
Piraquê  -  R$ 43.392,98
Ponte Alta  -  R$ 77.513,42
Ponte Alta do Bom Jesus  -  R$ 72.727,27
Porto Alegre -  R$ 127.286,64
Praia Norte -  R$ 79.571,91
Recursolândia  -  R$ 96.256,52
Rio da Conceição  -  R$ 254.757,97
Sandolândia  -  R$ 52.494,37
Santa Maria do Tocantins  -  R$ 455.882,36
São Félix  -  R$ 44.677,67
São Salvador  -  R$ 172.189,12
São Sebastião  -  R$ 1.325.854,24
São Valério da Natividade  -  R$ 12.994,48
Silvanópolis  -  R$ 111.144,08
Sucupira  -  R$ 60.000,00
Taipas -  R$ 207.504,00
Tocantínia -  R$ 79.140,03
 TOTAL = 158.693.289,87
Fonte: A Boca do Povo

Comentários