Consultoria do Sebrae ajuda empresária a se manter no mercado

Após orientação, empresa se destaca com o diferencial na inovação e criatividade
Autor: Layala Lino e Thayse Siqueira - Ascom
Empresária de Almas recebeu consultoria
Ascom
A taxa de sobrevivência das micro e pequenas empresas tem apresentado resultados positivos e promissores. Isso é o que mostra o estudo Sobrevivência das Empresas divulgado pelo Sebrae. O estudo aponta que a cada 100 empresas criadas no Brasil, 76 permanecem em atividade após os primeiros dois anos de existência. Mesmo os números sendo positivos, muitos empresários ainda tem dificuldade em lidar com os contratempos do dia a dia, necessitando de orientação empresarial para estabilizar o seu negócio.
Situada em Almas, região sudeste do Tocantins, a empresa JRS de M - Distribuidora de Cimento, uma das empresas atendidas pelo Programa Negócio a Negócio do Sebrae, vem se destacando entre as empresas da cidade, mas nem sempre foi assim.  A proprietária, Josefa Pereira de Macedo, conta que no primeiro ano passou por grandes dificuldades. “Abrimos a empresa no começo de 2012, devido uma crise, tivemos que fechar as portas. Em 2013 reabrimos a empresa e até o mês de abril ainda havia dificuldades, quase entramos em outra crise”, relata.
A situação começou a mudar quando a empresária recebeu a visita da agente de orientação ao empresário do programa Negócio a Negócio do Sebrae. “Após recebermos as consultorias e orientações do Sebrae superamos as dificuldades e a empresa agora está mais estável. Nossas vendas melhoraram em 60% . Hoje, estamos vendendo até 90 sacos de cimentos por dia”, ressalta Josefa.
Além de melhorar o faturamento mensal, a empresa ampliou contatos e firmou parcerias. “Vendemos  ferros e cimentos; fizemos parceria para fornecermos treliças e colunas e temos promoções de cimentos. Iniciamos a rotina de visitas às construções com distribuição de cartão de visita, o que facilita bastante, já que ligam direto em nosso telefone para fazermos a entrega dos materiais nas construções”, comemora a empresária que com persistência, criatividade e dedicação tem conduzido seu negócio com sucesso.
O gerente do Núcleo Regional Sul do Sebrae, José Carlos Bessa, conta que o grande diferencial do Programa Negócio a Negócio é que o empresário recebe a visita do agente do Sebrae na sua empresa. “Esse contato é importante, pois o empresário fica mais a vontade para receber as informações e orientações empresariais que podem melhorar a gestão da empresa, tornando-a sustentável e competitiva”, explica.

Como funciona
Um Agente de Orientação Empresarial, capacitado pelo Programa Negócio a Negócio, realiza visitas na empresa e aplica um diagnóstico de gestão básica, que abrange questões de mercado, finanças e operação do negócio. Em seguida sugere soluções para melhoria do negócio. É o seu empreendimento recebendo atendimento especializado do Sebrae, com foco em gestão empresarial, de forma presencial, gratuita e continuada.

Fonte: T1 Noticias

Comentários