Ex-prefeito de Almas vai recorrer de condenação da Justiça Federal: segundo Osmar, débito foi pago a Funasa

Após decisão da Justiça Federal, que determinou o pagamento de três salários mínimos referente a denúncia contra o ex-prefeito de Almas , Osmar Cintra, por acusação de apropriação de verbas públicas em convênio firmado com a Funasa, o ex-prefeito afirmou que vai recorrer da decisão. Cintra alegou que já pagou a dívida e que os comprovantes estavam anexados no processo encaminhado ao orgão. Segundo o prefeito, sua condenação foi um ato equivocado.

O ex-prefeito e atual secretário de Administração de Almas, Osmar Lima Cintra, afirmou ao Site Roberta Tum que não vai pagar os três salários mínimos determinados pela Justiça Federal, referente à denúncia por apropriação de verbas públicas oriundas de convênio firmado em 1999 com a Fundação Nacional de Saúde-Funasa no valor de R$ 15.734,44.

O secretário alegou que sua condenação foi uma decisão equivocada e informou ainda que vai recorrer da decisão, pois no processo encaminhado ao MPF estavam em anexo todos os comprovantes de pagamento da dívida e os ofícios nos quais a Funasa reconheceu a quitação do débito. “Essa decisão foi equivocada. Estão me cobrando algo que não devo e os documentos estavam no processo. Não vou pagar, houve a prestação de contas”, afirmou Cintra.

Segundo o ex-prefeito, o dinheiro cobrado é referente a materiais para quatro casas populares que foram roubados. Cintra explicou que na época do ocorrido a Funasa tinha um contrato com uma empresa para construção de unidades habitacionais, mas a empresa teria falido, o órgão cancelou o contrato e firmou convênio com seis municípios.

Cintra alegou que um agente da Funasa o procurou para assinar o recibo dos materiais, pelo fato do lugar ser afastado e o mesmo garantir a entrega correta dos materiais, assinou sem conferir e logo depois foi notificado que haviam desaparecidos. “O material já estava licitado, não fui conferir ainda mais que me garantiu que estava tudo correto. Depois a Funasa me notificou que o material não estava no local”, explicou o ex-prefeito.

Funasa firmou outros convênios

Cintra apresentou ao Site Roberta Tum os comprovantes dos depósitos efetuados em novembro de 2001 e o valor total devolvido foi R$ 25.972, 36. O ex-prefeito também apresentou a documentação da quitação do débito reconhecida pela Funasa.

Segundo as infromações, o ex-prefeito afirmou que conseguiu outros benefícios da instituição em sua gestão e ressaltou que se continuasse inadimplente os recursos seriam negados. “Desconheço essa informação, consegui outros convênios junto a Funasa na minha gestão e se tivesse pendente o Governo Federal não ia liberar” ressaltou. (Thaise Marques)

Fonte: Roberta Tum

Comentários

  1. O Secretário diz que vai recorrer, apresentou documentos ao site roberta tum, mas terá que convencer os juizes de sua inocencia, boa sorte nessa empreitada.

    ResponderExcluir
  2. E se o secretario provar que é inocente, quem vai ficar contrariado é o "radialista" de Almas, este moço quase enlouquece quando viu a noticia da decisão da justiça em desfavor do secretário. O moço quase dava um ataque fulminante, falava do assunto com tanto prazer
    que ficava nervoso, quase gritando, parece que torce pela miséria do secretário. Vê se modera, não é assim que se faz critica ou cobrança dos políticos.

    ResponderExcluir
  3. E como se faz a cobrança? e se não provar quem vai ficar tremendo de nervoso, é o senhor Secretário e os seus correlegionarios.
    Edson é um excelente profissional, se ele faz dessa forma é por que ele tem respaldo para isso.

    ResponderExcluir
  4. As pessoas tem mostrar a cara e se identificar,ninquem confia no anônimo,o anônimo é ninquem,é sombra,o homem tem que ter coragem,mas infelizmente essas pessoas estão dentro dos esgotos como rato molhados.Almas só está a carcaça,está destruída pela má administração.

    ResponderExcluir
  5. Gosto de ler uma frase do General Zhukov soviético quando chegou nas portas de Berlim em 1945:" Soldado soviético,vinga-te!comporta-te de tal maneira,que não somente os alemães de hoje,mas os seus descendentes longíquos,tremam lembrando -se de ti.Tudo o que pertence ao sub-homem germânico é teu.
    Soldado soviético,não cedas a qualquer espécie de piedade" ZHUKOV.Então penso que a guerra é a continuação da politica por outros meios,dizia o teórico de guerra CLAUSWITZ.A politica é guerra,onde há mortos e feridos.

    ResponderExcluir
  6. E como se faz a cobrança? meu amigo, estamos fazendo nosso papel de imprensa, estamos informando o que está acontecendo, e se não provar quem vai ficar tremendo de nervoso, é o senhor Secretário e os seus correlegionarios, alias me responda uma pergunta se puder meu caro, por que essa obseção por Eldon Barbosa, por que essa ansia de tecer duras criticas ao radialista que simplesmente está fazendo seu papel como imprensa local, então meu amigo ligue para a band e peça para tirar o Datena do Ar, o que ele faz é isso e é muito admirado.
    Edson é um excelente profissional, se ele faz dessa forma é por que ele tem respaldo para isso, junto a Associação Brasileira das Radios Comunitárias, ele tem embasamento legal meu amigo, nós temos embasamento legal, a propria Constituição nos garante isso.

    ResponderExcluir

Postar um comentário