Marcelo diz que irá recorrer da decisão do ministro Fux

Alessandra Brito 
Palmas-TO



Após decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux que manteve a inelegibilidade por três anos do ex-governador Marcelo Miranda (PMDB), o peemedebista afirmou ontem que vai entrar com um agravo regimental para recorrer da decisão. "Cabe um agravo regimental e os advogados já estão trabalhando neste novo procedimento", destacou. Conforme o JTo divulgou ontem, Fux mudou sua decisão divulgada no começo de mês, referente ao extraordinário interposto pelo ex-governador contra a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que lhe negou o registro de candidato ao Senado, e manteve a inelegibilidade do ex-governador com base na Lei das Inelegibilidades (Lei Complementar 64/90), na qual ele se enquadra em razão da cassação do diploma de governador por abuso de poder político na eleição de 2006.
Miranda afirmou que recebeu a nova decisão com muita surpresa, pois na anterior o ministro havia acolhido e dado provimento ao recurso que pedia o afastamento da inelegibilidade. "Nós ficamos seguros com a primeira decisão", disse o ex-governador, que acrescentou "estamos vivos e prontos para continuar caminhando e defendendo o povo tocantinense."
O ex-governador ainda ressaltou que ganhou a eleição com o voto do povo e que isto não pode ser mudado. Marcelo Miranda obteve 340.931 votos no último pleito.

Fonte: Jornal do Tocantins

Comentários